Os desafios diários do gestor de projetos ágeis

Gerenciar projetos ágeis é algo que traz desafios diários aos gestores. Não importa se são de baixa ou alta complexidade, projetos são únicos, com início, meio e fim. 

E claro, encontramos algumas similaridades de um projeto para o outro, mas as regras do negócio e as expectativas dos clientes são sempre singulares. 

Hoje, a convidada para o nosso Blog é a Amanda Aguiar que atua como P.O aqui na nata.

Ela vai falar um pouco sobre todos esses desafios e como tornar a gestão mais efetiva. Continue a leitura e confira! 

Há um universo de métodos e ferramentas para a gestão de projetos que vão facilitar a vida do gestor, mas uma coisa é certa: não existe uma receitinha de bolo para o sucesso!  

O essencial é entender o seu contexto para fazer as melhores escolhas.

Tradicionalmente falando, a gestão de projetos segue aquelas fases já conhecidas: 

  • Iniciação
  • Planejamento
  • Execução
  • Controle e Monitoramento
  • Encerramento

Junto a todas aquelas áreas de conhecimento e processos indicados na sexta edição do Guia PMBOK®. 

Um adendo, com a atualização da sétima edição do Guia PMBOK®, os cinco Grupos de Processos e também as Áreas de Conhecimento foram “substituídos” pelos domínios de desempenho, que inclusive vai virar pauta para um outro post.

Essas etapas são fundamentais para algumas definições, mas vamos falar uma verdade, seguir à risca todos os processos às vezes não faz muito sentido para determinados projetos que se gerencia, principalmente falando de um contexto ágil. 

Vamos trazer o foco em projetos de tecnologia, ou sendo mais específica, no que trabalhamos aqui na nata: desenvolvimento de softwares.

Uma grande particularidade de projetos de tecnologia são as incertezas. No entanto, é extremamente importante conseguirmos ter uma visão macro do resultado a ser alcançado. 

Definir time, comunicação, mapear escopo/requisitos, custos, prazos/estimativas e identificar as partes interessadas também faz parte da rotina do gestor. 

Entretanto, a diferença é que o ambiente é dinâmico, e muitas vezes requer mudanças de planos e os riscos precisam ser ainda mais previsíveis. 

É aqui que começamos a introduzir os métodos ágeis no nosso contexto.

Métodos ágeis

Há quem faça confusão com o conceito ágil. Agilidade na gestão de projetos não é ser rápido, do tipo, entrou uma demanda hoje e amanhã já será entregue. Não! Ser ágil na gestão de projetos é ser flexível, adaptável e responder de forma rápida às mudanças. 

O conceito entrou nessa história, principalmente com anseio de impactar a gestão de projetos com processos mais ágeis e menos burocráticos. 

Há alguns anos, surgiu Manifesto for Agile Software Development, que diz que:

  1. Indivíduos e interações mais que processos e ferramentas
  2. Software em funcionamento mais que documentação abrangente
  3. Colaboração com o cliente mais que negociação de contratos
  4. Responder a mudanças mais que seguir um plano

Com isso, o ambiente se torna muito dinâmico e flexível usando a abordagem e metodologias ágeis. Podemos citar algumas: Scrum, Kanban, SQUAD etc.

Alguns exemplos de desafios na prática de um time ágil: 

Mudança de requisitos

O Product Owner do projeto realiza o refinamento junto ao cliente das demandas e funcionalidades de uma feature, no entanto, pode ocorrer mudanças ou melhorias no que foi refinado inicialmente. 

Tudo bem! Avaliamos, estimamos e revisamos para um próximo ciclo ou até mesmo negociamos um novo cenário com o cliente, sobre prazo e custos envolvidos com as mudanças solicitadas.

Impedimentos

Os impedimentos acontecem pela falta de um requisito ou outro que não havia sido mapeado, impedindo o avanço do trabalho.

Pode também ocorrer algum erro ou problema com os sistemas, sendo necessária a atuação de outro técnico para remover o impedimento. Para tanto, acontecem as cerimônias de Dailys com o time para que fiquem todos na mesma página e com o mesmo objetivo: tomar ciência do impedimento para solução ágil.

Imprevistos

Agora que a grande maioria das pessoas fazem sua jornada home office, imprevistos como instabilidades com internet ou energia podem acontecer, deixando o profissional indisponível, ou então um profissional ficar alguns dias afastado. 

Esse tipo de situação pode acontecer, por mais que tentemos evitá-las. O que podemos fazer diante desses imprevistos é ser ágil na solução para mitigar os impactos das ocorrências não previstas. 

Consequentemente, todos esses fatores impactam no planejamento do projeto, fazendo com que sejam necessárias as revisões periódicas. Por este motivo, metodologias ágeis facilitam a vida do gestor, entregando incrementos contínuos e contribuindo para uma relação de transparência com o cliente a cada avanço do projeto. 

Costumo dizer que há três pilares na gestão de projetos: custo, prazo e escopo. 

Dependendo do modelo de projeto acordado com o cliente (aberto x fechado), todos eles são passíveis de mudança, e quando um pilar é alterado, consequentemente isso gera impactos nos demais, independente do método utilizado de gerenciamento de projetos.

Manter uma comunicação alinhada com os stakeholders é essencial!

Com toda a certeza, conquistar o êxito dos projetos depende de vários fatores. O que queremos é entregar incrementos contínuos em conformidade com os requisitos, e estar abertos às mudanças, de forma que o cliente consiga enxergar o valor sendo gerado em cada etapa, observando sempre as expectativas alinhadas no início do projeto. 

Os desafios estão presentes na rotina do gestor, não tem como fugir deles, mas com conhecimento, habilidades e os recursos necessários para condução dos projetos, não será um trabalho tão árduo.

E aí, como estão lidando com os atuais desafios da gestão de projetos?

___

Conciliar agilidade com qualidade é essencial no mercado de software. O mantenedor do funcionamento dos processos que envolvem de clientes a devs é o P.O.⠀

Essa pessoa é a real dona do projeto, quem assume a responsabilidade, quem o defende com unhas e dentes.⠀

Ela vai garantir alinhamento da equipe com o mesmo ideal do produto, e que o cliente vai receber entregas constantes que geram valor.⠀

Aqui na nata temos POs no nosso time para garantir a agilidade e qualidade das entregas. Não abrimos mão!⠀

Quer saber mais sobre como a nata.house pode contribuir para o crescimento do seu negócio? Fale com um dos nossos especialistas! 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *